Quinta-feira, 17 de Maio de 2018 - 06h24 - Atualizado em: Quinta-feira, 17 de Maio de 2018
Acusados de explosão a caixa eletrônico são condenados a mais de 20 anos de prisão
Sentença foi proferida pela Justiça da Comarca de Itapiranga
Foto: Arquivo / Divulgação PM

Os dois acusados de explodir e tentar furtar um caixa eletrônico no município de Tunápolis em junho de 2017 foram condenados a mais de 20 anos de prisão.

A sentença da Justiça da Comarca de Itapiranga foi publicada ainda no dia 30 de abril e condenou a mulher a pena de reclusão de 8 anos e 4 meses e o homem a 13 anos e 5 meses.

Além disso, os réus foram condenados a ressarcir os danos causados na agência bancária.

As condenações são pelos crimes de furto qualificado pelo emprego de explosivo, destruição ou rompimento de obstáculo, emprego de artefato explosivo sem autorização, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e falsificação de documento público.

Relembre o caso

O fato ocorreu na noite de 30 de junho de 2017, quando bandidos explodiram o caixa eletrônico de uma agência bancária localizada no centro do município de Tunápolis. Dois suspeitos foram presos logo após o crime, no trevo de acesso a Descanso.

De acordo com a polícia, os criminosos utilizaram explosivos para tentar arrombar o caixa eletrônico, mas apesar da explosão, não conseguiram arrombar o cofre.

Os criminosos fugiram em um veículo Fiat/Siena em direção ao interior do município, sendo visualizado pelo serviço de vídeo monitoramento de Tunápolis. Imediatamente guarnições de toda a região foram acionadas e o veículo foi abordado pela Polícia Militar em Descanso, às margens da rodovia SC-163, sendo preso um casal e apreendida quantidade de explosivos.

No dia seguinte, militares do esquadrão antibombas do Grupo de Comando Busca Resgate e Assalto do Batalhão de Operações Especiais deslocaram de Florianópolis até Descanso para detonação especializada de explosivos.

A Polícia Civil investigou o caso e indiciou o casal pelos crimes de furto qualificado tentado, explosão, porte de artefato explosivo e uso de documento falso.

O homem era foragido do sistema prisional de Chapecó. A mulher residia em São Miguel do Oeste. Os dois estão presos desde a época do crime.


Fonte: Portal SMO


COMPARTILHE:
Rádio Porto Feliz no facebook

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122
http://portofeliz.am.br/

Google Maps

Este site também pode ser acessado via Smartphone/Tablet. Mais mobilidade para você.