Quarta-feira, 13 de Setembro de 2017 - 08h47 - Atualizado em: Quarta-feira, 13 de Setembro de 2017
Vale a pena pagar R$ 7,4 milhões por Gutiérrez? Inter avalia prós e contras
Felipe Gutiérrez é motivo de debate interno no Inter. Comprar ou não o chileno?
Foto: Ale Cabral/AGIF

Felipe Gutiérrez foi titular contra o Juventude e agradou o técnico Guto Ferreira. Depois da derrota por 2 a 1, cujo gol do Inter foi dele, o técnico rasgou elogios ao chileno emprestado até o fim deste ano. Só que não há qualquer certeza de sua manutenção no clube por período maior.

Há prós e contras. O Internacional pondera razões financeiras como principal ponto para não exercer o direito de compra dos direitos que pertencem ao Bétis, da Espanha. Por outro lado, considera o jogador valioso no elenco, principalmente pelas opções que dá ao time.

Entenda, abaixo, as razões do Inter para manter, ou não, Felipe Gutiérrez no fim do ano.

O preço: custo-benefício não é favorável

No clube há cinco meses, Felipe Gutiérrez disputou apenas 15 jogos. Atrapalhado pelas frequentes convocações para a seleção do Chile (disputou eliminatórias e Copa das Confederações), o jogador costuma perder espaço muitas vezes pelas ausências em treinamentos. Como não é titular da equipe nacional, perde ritmo de jogo e precisa sempre recuperar-se quando retorna.

E mantê-lo ao fim do contrato não será barato. São 2 milhões de euros (R$ 7,4 milhões) para exercer o direito de compra. Considerando que não se trata de um titular do time, o custo-benefício da manutenção dele não soa positivo. O Inter ainda pode receber reforços para o setor e irá reavaliar atletas como Seijas e Valdívia, tornando a competição ainda mais acirrada por um lugar entre os 11.

Pesa também o crescimento interessante do jovem Juan. Atualmente concorrendo ao mesmo posto, o jogador tem agradado quando participa dos jogos e a permanência de Gutiérrez poderia frear tal arrancada. Mossoró também corre por fora por posto semelhante.

Alternativas e qualidade técnica: vale a pena

Por outro lado, Gutiérrez é um jogador com potencial de revenda. Tem apenas 26 anos e condições de valer mais sob o mesmo molde do compatriota Aránguiz. Bastaria, em tese, uma temporada boa. Há quem defenda no clube que, dando o devido tempo de adaptação ao jogador, ele poderá ocupar um posto mais relevante na equipe e quem sabe retornar à Europa em status diferenciado.

Além disso, Gutiérrez dá ao Inter opções para mudar o sistema de jogo. Ele atua tanto como meia quanto como volante. Pode até atuar centralizado no 4-1-4-1 adotado até então por Guto Ferreira. Recuperando-se e ganhando ritmo com uma pré-temporada adequada, poderá render ainda mais - neste ano ele chegou após o período de preparação.

"Eu sei a prateleira do Gutiérrez. Tem muita qualidade. Precisa ritmo, encaixe. Temos de seguir trabalhando para utilizá-lo da melhor maneira", disse o técnico Guto Ferreira após o último jogo. "O Gutiérrez é diferente. Ele é mais um terceiro (homem de meio-campo) que chega de trás. D'Ale e Camilo são articuladores. Eles têm um nível ofensivo mais forte. Optamos pelo jogador certo. Fez uma partida boa, marcou o gol", completou.

Não há pressa para ponderar prós e contras. O contrato até o fim do ano com prioridade de compra postergará a definição até os últimos dias do ano.


Fonte: Uol/ esporte


COMPARTILHE:
Rádio Porto Feliz no facebook

Rádio Porto Feliz - AM 1530
Avenida Porto Feliz, 188 - Centro - Mondaí - SC
Ligue para nós: (49) 36740122
https://portofeliz.am.br/

Google Maps

Este site também pode ser acessado via iPad/Tablet. Mais mobilidade para você.